Conheça a Poesia de Antonio Saatman (Totonho) – Coluna Poesias Escadenses

Pocket

Sem um poema de Totonho, que dispensa comentários, esta coluna não estaria homologada nos anais da cultura escadense. 

Uma longa viagem em poucas palavras. Pensamentos distantes a cada linha. Despertar de paladares emotivos. Sentimentos de uma esperança que cedo ou tardia chegará.

É assim que o leitor das poesias de Antonio Saatman (Totonho) se sentem ao deleitar-se com as articuladas letras de seus textos.

 

>>> Ponto de Partida <<<

 

Por  onde  anda  a  vida?

Por  onde  andam  minhas  viagens  perdidas?

Por  onde  anda  você?

Meu  ponto  de  partida.

 

(Antonio Saatman, MAI,  2013)

Comentários do Facebook

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *