Conheça a Poesia de Samuel Melo – Coluna Poesias Escadenses

Pocket

Sonho e êxtase formam o lirismo na poesia de Samuel Melo. As frases simples e compostas sempre com verbos e substantivos de vários gêneros, deixam mais atrativa a leitura.

 

MALTRATO

Em teus braços me encontrava,

Numa tarde inquieta e fatigante…

Sobre meu peito reclinavas,

Tua cabeça fantasia…

Cabelos loiros longos e escuros,

Curtos como o instante que ficamos juntos…

Brilhos opaco, que roubavam meu sorriso,

Desfazendo-me em tristes alegria fria.

Açambarcavam minha alma as tristezas,

De um olhar que disfarçado em alegria,

Mostrava-te a firmeza do amor…

Que te sufocava, e não compreendias.

Esmaecido fiquei, me torturavam as expressões,

Que no teor de suas ironias…

Embriagavam-me no desejar te possuir,

E sem palavras me expressava te encarando.

Fizestes tudo quanto não pedi,

Pensando talvez ser a única solução…

Maltratos, lançastes sobre mim,

Ensinando-me a amar-te com toda gratidão.

Preparastes um cenário novo em teu camarote,

Pensando fazer-me te aborrecer…

Mas ao te encarar, em teu corpo pude ver,

A beleza que há em ti, e o amor que sinto por você.

 

(Samuel Melo)

Comentários do Facebook

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *