POPULAÇÃO ESCADENSE VISITA SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL

Pocket

 

Comitiva liderada por empresários, professores e estudantes do município entregam ao Secretário Wilson Damásio clamores populares por segurança pública e contra a violência

 

Na manhã desta segunda-feira(15), a comitiva representando a sociedade civil escadense, formada pelo empresário Carlos Souza, o popular “Zé do Caixão”, o professor Luis Carlos Lins, e o jovem estudante Arthur Xavier, entregam ao Secretário Wilson Damásio clamores populares por segurança pública e contra a violência que está tirando a paz da cidade de Escada.

 

A representação da cidade foi recebida pelo Delegado Cláudio Borba, representante do Secretário de Defesa Social e chefe de gabinete da secretaria. Dr. Borba, se comprometeu em promover ações emergenciais em torno as denúncias recebidas através da comitiva. “Cabe ao prefeito e autoridades da cidade o papel fundamental na criação de um Conselho de Segurança com a participação da sociedade para auxiliar na gestão integrada de segurança pública“. afirmou o delegado.

 

Durante a visita, foi entregue à secretaria de Defesa Social, uma cópia do documento “Segurança Pública de Escada”, criado por alunos da Escola de Referência Monsenhor João Rodrigues de Carvalho e participação da população escadense com propostas para garantir uma melhor qualidade de vida à população escadense.

 

Durante a visita, foi entregue à secretaria de Defesa Social, uma cópia do documento "Segurança Pública de Escada", criado por alunos da Escola de Referência Monsenhor João Rodrigues de Carvalho e participação da população escadense com propostas para garantir uma melhor qualidade de vida à população escadense.

 

Ao final da visita, os representantes pediram ao delegado, que levassem ao secretário Wilson Damásio os clamores da população por segurança. Eles destacaram que uma audiência pública foi realizada no município em junho, e nenhum dos compromissos assumidos foram cumpridos por parte dos participantes.

 

Com informações dos participantes.

 

 

 

Comentários do Facebook

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *